atendimento@clinicapsicossoma.com.br

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Transtorno desafiador opositivo



Trata-se de um padrão persistente de comportamento negativista, hostis, desafiadores e desobedientes observados na interação da criança com adultos e figuras de autoridade, como pais, professores, avós entre outros.
As principais características desse transtorno são: discussões com adultos, desafio, recusa em obedecer a regras, comportamento opositivo, indisciplina, perturbação e implicância com as pessoas, podendo responsabilizá-las pelos próprios erros. Ele se aborrece com facilidade, se apresenta enraivecido, irritado, ressentido, mostrando-se rancoroso e com ideias de vingança.
É comum essas crianças apresentarem baixa autoestima, fraca tolerância às frustrações, humor deprimido, possuem poucos amigos, pois são rejeitados pelos colegas.
O desempenho escolar pode ficar comprometido, e reprovações escolares são muito comuns. Eles não participam de atividades em grupo, recusam-se a pedir ou a aceitar ajuda dos professores e querem sempre solucionar seus problemas sozinhos.

Na escola apresentam esses comportamentos:
Discute com professores e colegas;
Recusa-se a trabalhar em grupo;
Não aceita ordens;
Não realiza deveres escolares;
Manipulador, não aceita crítica;
Desafia autoridade de professores e coordenadores;
Deseja tudo a seu modo;
É o pavio curto ou o esquentado da turma;
Perturba os outros e
Responsabiliza os outros por seu comportamento hostil.

O que fazer?
Avaliação Psicológica: o diagnóstico e o tratamento precoce podem exercer um importante papel preventivo com o cuidado e a melhora dos sintomas opositivos e desafiadores.
As utilizações de técnicas psicológicas ajudam na criação de estratégias para a solução de problemas e diminuem o negativismo observado nesses estudantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário