atendimento@clinicapsicossoma.com.br

domingo, 25 de maio de 2014

A formação da identidade segundo Erik Erickson



 Erickson foi um dos responsáveis sobre a questão da identificação. Ele descreveu um modelo integrativo e epigenético para esclarecer como a nossa identidade é formada ao longo de toda a nossa vida. Para ele há oito etapas e aquisições psíquicas necessárias para que possamos nos conhecer:
  • 1 ano - confiança: é preciso quatro tipos de aprendizagem que a criança deve obter: regulação mútua entre a necessidade da criança e a resposta do adulto; sentimento de familiaridade; bem estar interior e acesso à alteridade.
  • 1-3  anos - autonomia: capacidade de se dar a si mesmo a sua própria lei (andar, falar) buscando um espaço pessoal.
  • 3-6 anos - iniciativa: movimento espontâneo do desejo que leva a pessoa a ousar.
  • 6 - 11 anos - realização: acreditar que pode aos poucos se servir dos objetos para poder agir no ambiente.
  • Adolescência - identidade: capacidade do indivìduo de saber quem ele é e consequentemente quem ele quer se tornar x confusão de identidade.
  • Jovens adultos - intimidade: capacidade de entrar realmente em uma relação com o outro e assim poder se sentir a vontade para deixar o outro entrar na nossa interioridade.
  • + ou - 25 anos - geratividade: capacidade de dar nascimento a alguém se sentindo responsável pelo outro.
  • A partir de 30 anos - integridade: capacidade de tentar por em ordem e dar sentido a quem ela é.

         A  busca da identidade é muito importante para nós. É ela que nos dá a base para nos impor, para estar em relação com o outro, e principalmente para saber quem nós realmente somos. Caso isso não aconteça com você ou até mesmo com o seu filho, procure um psicólogo, pois ele ajudará a descobrir quem nós somos.


Marcelli Freitas
Psicóloga - Psicopedagoga- Mestre em Psicologia do Desenvolvimento
CRP: 06/117371












Nenhum comentário:

Postar um comentário