quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Psicoterapia Infantil: Os benefícios da Ludotarapia



A Ludoterapia é um recurso dentro da Psicologia Infantil muito importante, pois, trabalha os aspectos emocionais da criança por intermédio dos brinquedos.
A cabeça da criança é um misto de fantasia e realidade, com porções e medidas que ela mesma trata de dosar.
A brincadeira é indispensável. Tem valor incalculável para o bem-estar físico e psicológico da criança. No entanto, existem crianças que passam por tratamento médico com maior intensidade, sendo expostas a exames, agulhas, comprimidos, soro e todo o aparato necessário ao tratamento que acompanhada a hospitalização ou tratamento domiciliar.
 É certo que todos esses cuidados são vitais para o restabelecimento físico da criança, o fortalecimento de seu organismo, para que haja revigoramento de suas defesas imunológicas e para a recuperação de sua saúde.
Há uma quebra na rotina de vida da criança. Ela é então forçada a abandonar a escola, seus amiguinhos e, principalmente, as brincadeiras.
E necessário o atendimento psicológico na hora de explicar para ela o que está se passando sem causar maiores traumas, dando oportunidade também para que a criança se expresse verbalmente, por meio de desenhos, jogos ou, simplesmente brincando.
O estado emocional é significativo no aumento ou diminuição das defesas imunológicas de qualquer pessoa, ou seja: os “anticorpos” também gostam de alegria!

Maria de Jesus Machado Lima
Psicóloga – CRP: 06/69459
Psicoterapeuta Junguiana e Psicossomatista.



terça-feira, 21 de outubro de 2014

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA CRIANÇAS




                          

                           ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA CRIANÇAS, TUDO DE BOM !!!!

 O mês de outubro é o mês das crianças, e nada melhor do que uma alimentação saudável e nutritiva.
Procure utilizar alimentos naturais, sem excesso de sal ou açúcar para que a criança conheça os sabores básicos.

Levar a criança ao supermercado e deixe-a manusear os vegetais, verduras e frutas, para que se familiarize com os alimentos.

O consumo de doces não deve ser proibido, pois faz parte do convívio social. A criança deve entender que o excesso poderá fazer mal à sua saúde.

Evitar o consumo de salgados fritos ou salgadinhos de pacote e bebidas gaseificadas ou refrigerantes.

Nos lanches escolares priorizar alimentos como: frutas, barras de cereais, biscoitos integrais, bolos caseiros sem recheio, sucos de frutas naturais (melão, abacaxi, e maracujá não alteram o sabor).

Não oferecer guloseimas como forma de premiação ou retirar como punição, pois dessa forma vai se tornar mais importante e valorizada.

Oferecer frutas, legumes, verduras, leite, derivados, carnes, ovos e leguminosas para que tenham uma alimentação bem variada e saudável.

Quando recusar uma refeição, aguardar a próxima para oferecer algo para comer, pois algumas vezes a criança espera uma mamadeira no lugar da refeição recusada!
Evitar a oferta de refeições de forma rápida, ou com barulho de televisão ou jogando. Esse procedimento contribui para maior ingestão de alimentos, o que pode levar a criança a ganhar peso.

As refeições devem ser feitas de preferência em família, para um melhor aproveitamento da companhia de pais e irmãos.


Sonia Carnicelli Feipe da Silva
Nutricionista – CRN-3: 20755

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

NUTRIÇÃO




Novidade:

Agora você pode realizar seu acompanhamento Nutricional.
 A Clínica Psicossoma já está atendendo pacientes conveniados a Unimed Seguros. Agende sua consulta pelo telefone: (11) 3892-8499 / 2779-0455 ou através de nosso site: http://www.clinicapsicossoma.com.br/pre_agendamento.php